Geração Coca-Cola


“Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo…” 1Cor 6:19


Uma pessoa, depois de ter consultado seu médico, teve que tomar uma decisão muito difícil: deveria parar, por um determinado tempo, de tomar Coca-Cola. Essa era uma decisão muito difícil para ela, pois ela acreditava que nascera para beber Coca-Cola, mas o fato é que o quadro não era bom. Ou ela parava ou teria sérios problemas de saúde. Decidiu parar. E parou!


No entanto, certo dia, enquanto estava sozinha em casa e sentindo muita sede, foi até a geladeira e a primeira coisa que avistou foi? Uma Coca-Cola! Por uma fração de segundo pensou em desviar o olhar e pegar o suco ao lado, mas não resistiu, pegou a garrafa do refrigerante e falou consigo mesmo: “Não vou beber, só vou fingir, talvez eu mate a vontade só de ficar olhando”. Aí decidiu pegar um copo para tornar a cena mais real e, não satisfeito, resolveu abrir a garrafa só para escutar o tschhiii. Mas não resistiu e buscou sentir o cheiro suave daquele néctar sagrado…e para piorar a situação decidiu colocar o líquido no copo e literalmente fingir que beberia, levando o copo até os lábios…


O resto da história você já deve imaginar. O fato é que muitas vezes nós fazemos a mesma coisa com relação à nossa sexualidade! Não conseguimos nos agüentar para esperar o tempo certo: o casamento.
A nossa história é muito parecida com essa da Coca-Cola. Vamos a um lugar “tranqüilo”, depois surgem uns beijinhos e uns carinhos…Aí aquilo que Deus planejou para ser uma bênção e um presente em nossas vidas, torna-se um problema e um pecado, simplesmente porque não conseguimos esperar o tempo certo. Nossos copos são templos do Espírito Santo, o próprio Deus habita em nós e parece que isso não impacta mais nossas vidas como deveria.


Contudo, precisamos cada vez mais sermos jovens que se diferenciam não pelas roupas, mas pelos princípios e valores do Reino em nosso modo de viver e agir.

Que Deus nos ensine a glorificá-lo com nossos próprios corpos!


Marlon Marquette, 15/07/2008.

Tags: , ,

8 comentários para “Geração Coca-Cola”

  1. shamira Reis disse:

    …amei esse site, realmente é uma quetão importante na nossa vida a sexualidade, pena que muitos jovens não pensam dessa maneira; quem espera tudo no seu tempo é abençoado, como a palavra de Deus diz: há tempo para tudo debaixo do sol.
    um abraço!

  2. Lee disse:

    Exatamentee! Marlon vc falou e disse!
    Nada melhor do que viver sabendo que o E.S. vive na gente! Caaraa, pensa beem, isso é animaal! O Deus puro, poderoso, SANTO, vive na gente!

    Que tal separarmos nosso corpo para adorar a Ele e deixar nossa “casa” limpa pra Ele?? Ele não quer viver numa casa cheia de sujeiraa, cheia de pecado!

    Deus nos diz para não entristecermos o Espirito Santo, e quando a gente pratica qualquer tipo de imoralidade, estamos com certeza aborrecendo Aquele que quer cuidar do nosso corpoo!
    Vamos pensar nisso galera, é muuito sérioo!

    beeijão

  3. Flávio disse:

    Uxa…muito bom!!!
    Creio que Deus tem ministrado o fato de sermos a habitação de Deus em toda a rede.
    Por sermos sua habitação devemos permanecer santos e inculpáveis, sacerdócio real e povo escolhido por Deus.
    Marlon…você caprichou mesmo!!!

  4. Pr Francisco disse:

    Muito booooomm,
    Eu fiz parte e continuo a fazer parte da geração que não toma coca-cola antes da hora, porq esse principio levamos conosco em todas as areas da nossa vida.
    É muito bom sentir o gostinho e o prazer de alegrar o coração de Deus ao obedece-lo.
    Marlon tamo junto, ou melhor…
    Marlon o pregador virtual que em breve será real…
    quem tem ouvidos ouça…. desculpe pirei um pouco
    Amigo tó muito feliz com seu texto

  5. Israel disse:

    Cara, isso é animal: “o próprio Deus habita em nós”! É maravilhoso você pensar no que isto significa e o que isso nos traz quando estamos seguindo com nossas vidas. A Sua Presença em nós tem o poder latente de transformar o que é rotineiro em extraordinário. Transforma um namoro, uma amizade, um emprego!

  6. Ju Lopes disse:

    Essa palavra é muito necessária, pois muitas vezes nos esquecemos que o nosso corpo é templo do Espírito Santo de Deus, que fomos feitos por Ele e para Ele, namorar só se for em santidade…
    Marlon que Deus continue te abençoando muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito.

  7. Aí galera,
    Já que ainda não escrevi nada passei aqui pra comentar….hehehehe
    Vale muito a pena seguir a sugestão do Marlão.
    Olha só, eu e a Chris nos guardamos durante todo o nosso namoro e hoje os frutos disso é respeito, não rola aquela ciumera doentia, a gente confia muito um no outro e com certeza não perdemos nada por termos esperado o nosso casamento.
    Deus recompensa a fidelidade!

    Deus abençoe!!!

  8. Mari Lima disse:

    Olá!!

    Puxa, fico algumas semanas sem vasculhar o site e de repente… HAja novidades… Parabéns galera.

    Marlon, que texto excelente!!! Espero, como você, que a cada dia mais, nós, jovens, possamos aprender a guardar nosso corpo que é templo do Espírito Santo para ser usado no tempo certo.

    Namorar em santidade é uma benção, que quando provada não se quer mais largar!!!

    Deus abençoe!!!

Deixe um comentário