Protagonistas ou críticos?

palcoSempre ouvimos falar que a vida é um grande palco onde desempenhamos papéis, mais não é bem assim que eu gosto de pensar. Talvez  você também pense como eu, que na vida existem apenas dois lugares que você pode ocupar. Nem mais nem menos.

Seu papel na vida não é designado como uma ordem judicial que deve ser cumprida a risca, pelo contrário, seu papel é você quem escolhe.  Você decide ser protagonista ou crítico. O engraçado e divertido é que os mais críticos, aqueles que esquecem de ser protagonistas de suas vidas, esses se preocupam mais em dar pitacos, ou queixar-se pela vida dos outros, do que desempenhar seu verdadeiro papel. Assim como existem dois papeis, existem apenas dois lados que você pode escolher, o da luz ou o das trevas, mais não vamos entrar nessa discussão agora.

Voltemos ao crítico; geralmente os mais críticos e sisudos se apegam aos detalhes que não fazem diferença no todo e que não comprometem o conjunto da obra, estão sempre achando uma “melhor” forma de fazer as coisas ou pensar pelos outros, mais em dados momentos os críticos tem razão e devemos dar ouvidos às críticas que comprometem a obra como um todo. Pensando um pouco mais a respeito dos críticos, esses não são lembrados por feitos, por méritos, são apenas críticos. Quantos críticos ganharam Oscars que você se lembre?

A resposta é obvia: nenhum, simplesmente porquê?

Porque os críticos não atuam, eles não tem ou pensam que não tem a capacidade de atuar frente a uma platéia enorme que são todas as pessoas que os cercam, por isso ficam em sua zona de conforto, onde estão protegidos por sua casca de titânio chamada opinião própria.

Os críticos servem para um outro propósito, que é entregar o prêmio aos protagonistas, seguindo aquela famosa linha de pensamento “quando Deus manda até o Diabo obedece”. Veja você como são as coisas e senso de humor da vida. Pense que um homem gago com mais de 40 anos de idade guiando mais de 3 milhões de pessoas por um deserto, sem água, sem roupas e sem comida! Por maior que fosse a eloquência de um líder o máximo que ele iria fazer e ter a atenção dessas pessoas por um breve momento. O que diriam os críticos então?

Ah! Esse homem já não tem idade para isso, que besteira guiar um povo pelo deserto, isso não vai dar certo, mais aí é que surge a figura do protagonista, que sabe do seu potencial, que acredita em tudo que o grande diretor e roteirista da vida falou sobre ele e simplesmente atua segundo o seu papel, e isso é lembrando por milhares de anos depois, mais ninguém lembra dos críticos, qual era mesmo o nome do Faraó da época de Moisés?

A menos que você tenha estudado muito e feito uma grande pesquisa você vai lembrar do nome dele, do contrário você sempre vai dar destaque a um homem gago, já de certa idade é que tinha apenas um cajado na mão, mais que foi um dos maiores protagonistas que já se viu atuar.

E você, ficará de quê lado?

Do lado do palco, ou do lado de trás de um balcão assistindo que de melhor acontece na vida de outras pessoas?

Aceite seu chamado e quem você é, assim a vida terá mais graça!


Fabiano Rodrigues

Tags: ,

Um comentário para “Protagonistas ou críticos?”

  1. Israel disse:

    com certeza, não há dúvidas quanto ao posicionamento que precisamos ter diante de nossa própria vida. tem pessoas que costumam se acomodar e assumir uma postura de aceitação passiva “Ah, o que Deus quiser, eu vou viver”, de fato, não é isso o que eu sinto quando leio os vigorosos discursos de Paulo em suas cartas! Hehe! As pessoas (e quando digo isso, me incluo também =P) têm a tendência de esperar que as outras pessoas decidam por elas as ações que devem ter em suas vidas, e isso vem matando a liberdade que nós cristãos temos em Cristo, porque acabamos ficando do lado de fora, observando e criticando as outras pessoas sem ao mínimo ter participação ativa em nossa própria história!

    Hehe, diria eu “Aceite seu chamado e quem você é, assim a vida terá mais Graça” hasuhsusahsausa

    GodBlessYouAll!

Deixe um comentário