Mãos

O grande desafio que move o jovem é o desejo de tornar-se independente. Pagar suas próprias contas, fazer sua própria comida, lavar sua roupa, chegar em casa a hora que bem entender, fazer faculdade, ter um bom emprego e etc.

Penso que este seja um desafio bastante positivo, uma vez que esta independência gera maturidade, descobrimento de si mesmo e da vida.

No entanto, quando algumas pessoas alcançam este desafio, acabam perdendo o propósito de Deus para suas vidas, se tornando egocêntricas auto-suficientes. Isto é, o mundo passa a ser visto pelo seu ponto de vista – pela sua ótica. Alguns até ousam afirmar que “não dependem de ninguém pra viver”.

Interessante é que Deus deixa claro em Sua palavra, dizendo que Ele nos formou com o objetivo de dependermos Dele e de dependermos uns dos outros.

Ainda que alguns não reconheçam esta afirmativa, não é possível passar por esta vida sem experimentá-la.

Saímos do ventre da nossa mãe, embalados por mãos.

Sentimos o carinho dos amigos, dos irmãos, dos familiares, através de mãos.

Apontamos as flores para mostrar a beleza das pequenas coisas, através de mãos.

Num gostoso restaurante, experimentamos uma deliciosa comida preparada por mãos.

Nos sentimos seguros viajando num avião porque  sabemos que no comando existem mãos preparadas.

Deixamos de estar perdidos quando mãos apontam o caminho certo a prosseguir.

Podemos experimentar música através de mãos que navegam por notas e instrumentos.

Podemos pegar o ônibus para o trabalho, confiando que as mãos do motorista nos levarão ao lugar necessário.

Presos experimentam a liberdade, através das mãos.

Podemos nos sentir felizes sendo reconhecidos através de aplausos, através de mãos.

Podemos ser fotografados, através de mãos.

Podemos ler excelentes livros, através de mãos.

Somos examinados pelos médicos, através de mãos.

Mãos se juntam para interceder, para clamar por nós.

Juízes assinam leis e decretos, através de mãos.

Vendedores tiram pedidos, através de mãos.

Podemos tomar um leite gostoso, porque mãos o extraíram.

Em adoração ao Senhor, o coração é manifesto através das mãos que se levantam.

Podemos experimentar do amor verdadeiro, através de mãos.

Mãos que geram, curam, constroem, ajudam, salvam, alegram e que amam.

Como podemos observar, mesmo sem querer, somos literalmente, levados a depender uns dos outros.

Que o Senhor nos capacite a utilizarmos as nossas mãos para fazermos a diferença na vida de outras pessoas, mesmo que elas não percebam. Que nós possamos reconhecer que não podemos viver para nós mesmos e que o verdadeiro amor interage através de mãos.


Por Junior Dellamea em Viver e Pensar

Tags: , , , ,

Deixe um comentário