A poesia mais linda do mundo

Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. (Ef 2:10)

Refletindo sobre este texto (Efésios 2:10) podemos aprender algumas coisas muito interessantes.  A palavra feitura origina-se da palavra grega “poiesis” e pode ser traduzida no português por poesia ou criação.

Se formos pensar de forma simples e literal, podemos entender que nós somos poesia de Deus. Sim, somos obra das mãos do maior e mais ilustre poeta, Deus.

Da mesma forma, amor e cuidado com que criou os céus e a terra, também planejou, escreveu e criou você, a poesia mais linda do mundo!

“A matéria-prima do poeta é a palavra, assim como o oleiro extrai lindas formas do barro, o escritor tem total liberdade para expressar seu coração em versos”.

No entanto, quando falamos em poesia, podemos citar algumas características deste gênero literário:

I – A poesia é exclusiva

Não é possível que um poeta crie uma poesia igual à outra. A poesia é única. A poesia é a inspiração pontual de quem a cria. Ela transforma os pensamentos em versos singulares.
Você é exclusividade de Deus! Você é único, especial, singular. Cada detalhe da sua vida foi pensado de forma detalhada, de forma que você pudesse contemplar a grandiosidade e a beleza de quem o criou.

II – A poesia é o retrato da expressão do coração do autor

Quando as palavras do poeta viajam da sua mente até suas mãos, passam pelo coração, e levam consigo os sentimentos mais profundos do autor. Os desejos, sensações e emoções mais intensas e reais, são lançadas na poesia, em forma de versos.

Deus te desejou, te planejou, rasgou seu próprio coração, para poder criar uma poesia que pudesse ser a expressão mais perfeita da sua glória. Tanto que te fez a Sua própria imagem e semelhança. Isto, para que, quando as pessoas lessem você, pudessem contemplar também a essência do Criador.

III – A poesia atrai, mexe, apaixona, move e comove

Mais do que criar a poesia, o autor anseia alcançar a mente, o coração e a vida de quem irá apreciá-la. A poesia gera sentimentos, apaixona, comove, mexe nas emoções e no senso de percepção das coisas deste mundo. Ele move a estrutura de pensamentos, nos paradigmas da existência e atrai sorrisos.

Quando escreveu você, Deus ansiou em te ver gerando amor, gerando vida em quem estava morto. Ansiou ver você arrancando sorrisos de rostos cansados e amargurados. Quando Deus escreveu você, desejou que você fosse cheio da Sua doce e preciosa presença e que esta presença pudesse tocar a vida daquele ao seu redor que está abatido, querendo desistir.

IV – A poesia de Deus possui harmonia perfeita

Na escrita da poesia pode-se utilizar a chamada licença poética, que permite ao autor brincar e manipular as palavras sem importar-se com a ortografia ou com normas literárias. No entanto, quando Deus criou a poesia mais linda do mundo, você, escreveu em perfeita harmonia. Nada saiu fora do planejado. Nada foi deixado para trás. Nada foi esquecido. Nenhum ponto, nenhuma vírgula, nenhuma estrofe foi mal pensada. Cada detalhe foi exposto de forma harmônica e equilibrada. Cada palavra foi minuciosamente pensada para que pudesse, realmente, expressar o que estava no íntimo do seu coração e assim, formar você, a poesia mais linda do mundo.


Junior Della Mea
@juniorDellaMea

Tags: , , , ,

3 comentários para “A poesia mais linda do mundo”

  1. Almir disse:

    Muito bom o Texo…Deus é perfeito..já valeu a pena!!

  2. Patricia M. Pires disse:

    Que mensagem fantástica!! Jamais havia pensado dessa maneira, mas após ler esse texto, realmente podemos nos considerar sim: a poesia mais linda do mundo, pois fomos criados pelo Autor da Vida, de forma única e especial!! Aleluias!!

  3. Mariana Henning disse:

    Belíssimo texto! Fez com que eu sentisse o amor do Criador de maneira exclusiva. Amei a comparação. Parabéns!!

Deixe um comentário